PSICOTERAPIA
HOMEOPATIA
MEDICINA SOMA-ETÉRICA

 

 

Evolução Consciencial

Reequilíbrio

A Harmonia

Envolvimento

Exílio

Nossos Filhos

Reciclagem

Razão e Emoção

 


 

 

EVOLUÇÃO CONSCIENCIAL

A ciência, apesar de seu grande desenvolvimento dos últimos anos e criada para oferecer ao homem conforto, paz e felicidade, não foi capaz de fazer o homem conquistar a paz, a felicidade e, principalmente, o amor. Ao contrário, despertou um mundo dominado pelo egoísmo, crueldade, miséria, fome, opressão, guerras, destruição indiscriminada da natureza e descaso pelos verdadeiros valores do ser. O conhecimento, tal como é hoje, sufoca a sabedoria e se impõe desastrosamente a ela.
O homem de hoje, após o desenvolvimento do seu raciocínio e intelecto, está em busca de novos vôos. Deseja agregar valores à sua consciência, que é a sua verdadeira essência.
A razão intelectual é frágil diante do processo evolutivo da consciência. É da nossa natureza desenvolvermos as nossas capacidades emocionais. É preciso integrar conhecimento e sentimento.
De que adianta dominar um mundo tecnológico e integrado se sou incapaz de compreender e amar os meus familiares? Se sinto medo e raiva com freqüência? Se não tenho autoconhecimento suficiente para ser feliz.
Temos progresso técnico sem um progresso psicológico equivalente e, por este motivo, há um estado de desequilíbrio.
Chegou o momento de assumirmos a responsabilidade com a nossa própria evolução. Os motivos das nossas frustrações e tristezas não estão nos problemas diários, nem em nossos pais ou filhos e nem na política. Estão dentro de nós.
Somos responsáveis pelo modo que reagimos aos fatos da vida.
Na nossa caminhada evolutiva temos dificuldade em modificar antigos padrões de comportamento. Temos o mau hábito de insistir em nossos erros e muitas vezes apenas situações traumáticas são capazes de nos fazer enxergá-los.
O universo percebe o nosso desequilíbrio e nos proporciona situações que nos dão a oportunidade de fazer diferente do que sempre fizemos. Se tenho dificuldade de perdoar mais situações em que o perdão é necessário surgirão na minha vida, Se não tenho paciência, o mundo me fará esperar até que esta se desenvolva dentro de mim. E assim por diante.
Temos muitos defeitos: egoísmo, vaidade, orgulho, tristeza, mágoa, inveja e muitos outros. Estas características são as nossas imperfeições que poluem a nossa consciência e a nossa vida. É chegada a hora de abandonarmos velhos vícios. É hora de lembrarmos de tudo que somos capazes de desenvolver.
É fácil? Com certeza não é! Mas é o nosso objetivo principal rumo ao crescimento. Vamos combater as nossas tendências negativas e investir na nossa melhor qualidade enquanto seres humanos: a capacidade de amar e partilhar.

 
PRINCIPAL PRINCIPAL PRINCIPAL