PSICOTERAPIA
HOMEOPATIA
SOMA-ETÉRICO

 

O Material e o Espiritual

Nossos Pensamentos

Sintonia

Os Chakras

A Espiritualidade
dentro da Medicina

Efeitos da Prece na Saúde

 

OS CHAKRAS

Em cada ser humano existe uma rede de nervos e órgãos sensoriais que interpretam o mundo físico exterior, captando e transmitindo sensações que serão integradas em nosso cérebro. Ao mesmo tempo, em nós, reside um sistema sutil de canais e centros de energia (chakras) que cuidam do nosso ser físico, intelectual, emocional e espiritual.
A palavra chakra é sânscrita e significa roda. Os chakras, ou centros de força, são pontos de conexão ou enlace, pelos quais flui a energia no nosso corpo, do mesmo modo como são transmitidas as sensações físicas pelas vias nervosas.
Cada chakra assemelha-se a uma flor cujas pétalas estão em movimento constante e harmônico. Quando já totalmente desenvolvidos, assemelham-se a círculos de uns cinco centímetros de diâmetro à maneira de diminutos sóis.
Essas rodas giram incessantemente e pela boca aberta de cada uma delas flui continuamente a energia do mundo superior: a energia primária. Sem esse influxo de energia, não existiria o corpo físico e suas sensações.
Os chakras são ao mesmo tempo transmissores e transformadores de energia do corpo para o corpo, uma vez que seu mecanismo sincroniza as energias emocionais, mentais e etéricas. Somos constituídos por muitos corpos. Os chakras aumentam ou reduzem a energia, ou moderam ou aceleram sua atividade, de um corpo para outro, de modo que a energia mais rápida do corpo emocional possa afetar a energia mais lenta do etérico, e vice-versa. Etérico significa matéria menos densa.
As cores, que variam de chakra para chakra, também reluzem de um modo que contribui para sua aparência de flor. Numa pessoa saudável, as formas dos chakras se encontram num belo equilíbrio simétrico e orgânico, em que todas as partes fluem em uníssono, num padrão rítmico. Seu movimento tem na verdade um caráter harmônico e musical, com ritmos que variam de acordo com as diferenças individuais de constituição e temperamento.
Portanto, os chakras atuam em todos os seres humanos. Nas pessoas pouco evoluídas seu movimento é lento, o estritamente necessário para formar o vórtice adequado ao influxo de energia. No homem bastante evoluído, refulgem e palpitam com vívida luz, de maneira que por eles passa uma quantidade muitíssimo maior de energia, e o indivíduo obtém como resultado o acréscimo de suas potências e faculdades.
Vivemos um momento muito rico de acesso às informações referentes à nossa natureza física e etérea. Muito em breve além dos terapeutas holísticos, também os médicos se beneficiarão destes conhecimentos para melhor auxiliar os seus pacientes no retorno e manutenção do equilíbrio e da saúde.

Webdesign